MANCHAS DE ÓLEO NO NORDESTE: CONFIRA COMO ESTÁ SENDO O MONITORAMENTO DOS PEIXES-BOIS MARINHOS NOS ESTADOS DE SE, BA E PB

 

Desde o início de setembro, vários estados do Nordeste foram atingidos por manchas de óleo, totalizando mais de 100 municípios, do Maranhão até o extremo norte da Bahia. No último mês, o cenário ficou ainda mais crítico e já foi registrada a presença de aves, tartarugas marinhas e cágados contaminados por óleo. Neste contexto, a equipe do Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho tem intensificado o monitoramento diário de “Astro”, o primeiro peixe-boi reintroduzido no Brasil, que vive entre o litoral sul de Sergipe e norte da Bahia, áreas atingidas pelas manchas de óleo.

 

A equipe do Projeto está acompanhando in loco a movimentação da mancha de óleo e avaliando os riscos relacionados ao acometimento do “Astro”, bem como das áreas de alimentação (capim-agulha).  Tendo em vista que o óleo é uma ameaça real, a equipe já está trabalhando com a possibilidade de conduzir “Astro” para um local seguro, caso necessário. Esta alternativa seria um antigo “viveiro” ou piscinas situadas em Coqueiro, município de Jandaíra (BA). O Projeto está com uma equipe na região, e na dependência do grau de ameaça, está preparada para realizar o deslocamento de “Astro” para este espaço protegido, até que a situação da mancha de óleo seja resolvida.

Na Paraíba, a equipe do Projeto continua monitorando os peixes-bois marinhos reintroduzidos (“Mel”, “Puã”, “Zelinha” e “Iara”), que se encontram no estuário da Barra do Rio Mamanguape e na região de Cabedelo, e com a atenção voltada aos peixes-bois marinhos “Vitória” e “Parajuru” , que estão no Recinto de Readaptação em Ambiente Natural, na Barra do Rio Mamanguape. A equipe está monitorando os animais e as praias na região para checar se há ou não a presença de óleo, também está em contato frequente com o ICMBio, IBAMA e Marinha para acompanhar as atualizações das localizações das manchas de óleo. Por enquanto, o impacto na área de vida dos peixes-bois marinhos na Paraíba é reduzido quando comparada aos demais estados.

A orientação para caso alguém encontre um peixe-boi marinho em situação de perigo, machucado ou encalhado, é para entrar em contato com o Projeto pelos telefones: (83) 99961-1338/ (83) 99961- 1352 (whatsapp) / (79) 99130-0016.

 

O Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho – realizado pela Fundação Mamíferos Aquáticos e patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental – é uma estratégia de conservação e pesquisa para evitar a extinção desta espécie no Nordeste do Brasil. Atua nas áreas de pesquisa, tecnologia de monitoramento via satélite, manejo, educação ambiental, desenvolvimento comunitário, fomento ao turismo eco pedagógico e políticas públicas.