Estimativas apontam que mais de 20% dos manguezais brasileiros já tenham sido destruídos ao longo dos anos, tendo como principal causa os impactos ambientais provocados pelo homem. No dia 04 de agosto, estudantes e professores da rede municipal de ensino de Itapissuma promoverão um encontro socioambiental que terá como temática a conservação do manguezal. Exibição de vídeo, exposição de trabalhos temáticos desenvolvidos pelos estudantes, palestra, rodas de conversa com pescadores da comunidade e degustação da culinária típica do manguezal fazem parte da programação do evento intitulado “Mangue – Mais vida, Mais beleza”.

       O encontro faz parte das atividades previstas pelo Projeto Mais Mangue, que vem sendo desenvolvido na região, desde abril deste ano, pela Fundação Mamíferos Aquáticos (FMA), com apoio da Alcoa Foundation e em parceria com o Instituto BiomaBrasil e Secretaria de Educação de Itapissuma. O objetivo do projeto é trabalhar a conservação dos manguezais, de forma participativa, por meio da Educação, da troca de experiências e do estímulo à conscientização ambiental.

 

 

      Em abril, o Mais Mangue promoveu um encontro de formação para 30 professores do município – com metodologia aplicada pelo Instituto Bioma Brasil –, que passaram a utilizar os conhecimentos adquiridos nas atividades e oficinas temáticas do projeto (técnicas, conceitos, práticas e exemplos sobre manguezais e zona costeira) no planejamento das aulas junto aos alunos. Na ocasião, os professores receberam o Guia Didático Maravilhosos Manguezais do Brasil  e vêm utilizando este material como uma ferramenta de suporte às aulas escolares.  Desde então, os docentes vêm contando também com a consultoria e o monitoramento do Projeto Mais Mangue na aplicabilidade das atividades temáticas em sala de aula.

 

      O evento “Mangue – Mais Vida, Mais Beleza” já é o primeiro fruto deste trabalho construído de forma participativa. “Os professores que participaram da oficina de formação trouxeram ideias para serem trabalhadas em grupos nas escolas. Essas ideias avançaram e foram transformadas em atividades que se uniram a uma programação da rede municipal de ensino chamada ‘Águas de Pernambuco, do Cais ao Sertão’. Então aproveitando o que aprenderam com o Projeto Mais Mangue, os professores decidiram abordar a temática do Mangue promovendo, junto com os estudantes da Educação Infantil ao 3º ano do Ensino Fundamental, o ‘Mangue – Mais Vida, Mais Beleza’”, conta a professora e gestora da Escola Municipal Gonçalves Sabino, Maria Betânia Oliveira.

 

      Para a professora, a inclusão do tema manguezal nas escolas é de extrema importância para a conservação do ecossistema. “Nós moramos numa região que passa o Canal de Santa Cruz e onde o manguezal está presente. A gente percebe que a Educação é fundamental para que os alunos e suas famílias se envolvam com as questões ambientais”, ressalta Maria Betânia.

      Cerca de 260 alunos estão envolvidos diretamente na programação do evento, que contará ainda com a participação de professores, pais, pescadores e comunidade em geral. O encontro, aberto ao público, acontecerá na Escola Municipal Gonçalves Sabino (R.I s/n, Botafogo, Itapissuma-PE), nos turnos da manhã (das 9h às 11h) e da tarde (das 13h às 16h).